Harmonização com José Maria da Fonseca

terça-feira, 19 de junho de 2012

Nós temos algumas paixões na nossa área,  e os vinhos da casa José Maria da Fonseca, são um dos casos mais graves de paixão.
No meu caso começou aos 15 anos com uma das prendas mais inusitadas que o meu pai me deu, uma garrafa de Alambre 20 anos. Acho que ele pensava que eu a iria guardar para a maioridade, mas não teve tanta sorte! Tornou-se numa relação de amor que só viu a traição quando o engenheiro Domingos Soares Franco pregou a partida de lhe colocar Armagnac e fez o Moscatel da colecção privada DSF (meu novo amor!).
A paixão do Paulo foi quando andava a tentar acertar com um vinho que fosse ideal para acompanhar sushi,  provou o Qta de Camarate branco doce e não quis mais nada, tanto para sushi como para quase tudo que come!
Mas a nossa paixão pelos vinhos desta grande casa não fica só por aqui,  e por isso mesmo fizemos um menu que se junta a eles num brinde aos bons momentos da vida.
Para quem gosta tanto como nós de beber e comer bem, aproveite nesta quarta feira para se juntar a nós no Umai, porque momentos como este valem a pena!  AL

0 comentários:

Publicar um comentário